Conheça as funções do velocímetro de bike

Conheça as funções do velocímetro de bike

Além de escolher um bom modelo de bike, é preciso contar com os acessórios e equipamentos certos. Os itens de segurança são importantes, mas também há outros elementos. O velocímetro de bike é um item que merece a sua atenção.

Trata-se de um pequeno dispositivo eletrônico e que funciona como um computador de bordo. A maioria tem acesso via Wi-Fi e coleta dados mesmo sem conexão. Depois, todas as informações são armazenadas.

Além de entender como ele atua, é essencial saber para que serve. Então, veja quais são algumas funções do velocímetro de bike!

O acompanhamento de velocidade é uma função de destaque

Como o nome já aponta, esse componente é importante para quem deseja saber qual é a intensidade do seu pedal. Como esse equipamento faz cálculos rápidos, consegue indicar qual é a sua velocidade atual. Alguns permitem, até mesmo, fazer conversões de medida. Caso seja necessário, poderá aumentar ou diminuir o ritmo.

Mas o componente vai além. Ele também ajuda a analisar a velocidade máxima obtida no trajeto e a média, durante todo o tempo de operação. Assim, você consegue entender de forma completa como foi a prática em determinado dia.

A distância percorrida permite a compreensão do desempenho

Para calcular a velocidade média total, um dos números essenciais é a distância. Então, o velocímetro de bike também apresenta qual foi o tamanho do percurso completo.

Por meio dos dados coletados, fica sabendo a quantos metros ou quilômetros está do ponto de partida, por exemplo. É perfeito para treinos e comparação de performance. Além disso, é muito útil para viagens, já que entender a distância ajuda a se localizar no mapa.

O tempo médio possibilita acompanhar a prática

Outra medição oferecida pelo velocímetro de bike é o tempo médio de cada percurso. Você consegue identificar, por exemplo, quantos minutos passou pedalando e há quanto tempo está no comando do guidão.

É um ótimo jeito de fazer treinos sem perder a noção do tempo ou mesmo de saber quando é o momento de descansar. Junto aos outros elementos (distância e velocidade), ainda permite verificar se é a hora de realizar algum tipo de manutenção na bicicleta.

A função relógio é muito útil no velocímetro de bike

Por falar em tempo, nem sempre você consegue saber que horas são quando está no pedal, certo? Ao mesmo tempo, é importante ter uma ideia para não perder compromissos e, também, para descansar, se for necessário.

Nesse sentido, a função relógio é extremamente relevante. Ele aparece no estilo 12 ou 24 horas e, normalmente, funciona até no escuro. Então, você terá sempre certeza sobre o horário sem precisar recorrer ao relógio tradicional ou ao celular.

O consumo de calorias faz parte de alguns modelos de velocímetro de bike

Alguns velocímetros têm funções extras, como a capacidade de medir a temperatura do ambiente ou de entrar em modo de espera. Em relação às funcionalidades “a mais”, a medição de calorias é uma das mais importantes.

Dependendo da velocidade e da distância, você consegue saber quantas calorias gastou, em média. Isso ajuda a controlar o seu corpo e, inclusive, é excelente para quem deseja emagrecer.

O velocímetro de bike é um componente completo e que torna o uso da bike ainda melhor. Como auxílio no acompanhamento do desempenho, é um ótimo item para adquirir e acrescentar à sua bicicleta.

Não perca nenhuma dica ou novidade sobre o mundo em duas rodas. Curta nossa página no Facebook e esteja sempre por dentro!

4 manutenções para fazer na bike

4 manutenções para fazer na bike

Depois de adquirir a bike dos seus sonhos, é preciso tomar cuidado com o seu uso. Além de respeitar as recomendações de cada fabricante, vale ficar de olho em diversos componentes. Com a utilização, alguns itens começam a demandar uma atenção ainda mais especial. Então, é interessante conhecer as manutenções para fazer na bike.

O ideal é que as manutenções sejam executadas por profissionais, mas é importante que você se informe a respeito de algumas. Desse jeito, é possível garantir o melhor aproveitamento da sua bike.

Na sequência, veja quais são 4 manutenções para fazer na bike e tire as suas dúvidas!

1. A limpeza do quadro da bicicleta ajuda a conservá-la

O quadro nada mais é que a “estrutura” da bike. Ele é feito de metal e está relacionado com o equilíbrio e com o seu funcionamento. Portanto, exige cuidados especiais para estar em dia.

Uma das manutenções para fazer na bike é a limpeza do quadro. Utilize produtos neutros, como água e sabão, para limpar a área. Repita o processo sempre após o uso, para impedir o acúmulo de sujeira. Aproveite e faça a limpeza da corrente com os produtos recomendados por cada fabricante. Tome cuidado para não colocar água dentro do quadro, pois como não irá secar há o risco de oxidação.

Desse jeito, você ajuda a conservar a pintura, mantém o visual em dia e evita problemas de desalinhamento ou funcionamento incorreto. Como eles podem ser causados pelas sujeiras, essa é uma tarefa importante.

2. A calibragem dos pneus é outra entre as manutenções para fazer na bike

Os pneus auxiliam a dar equilíbrio e a garantir a performance da bicicleta. Assim como acontece com um carro, se estiverem vazios, aumentam os riscos de acidente. Então, é preciso ficar de olho.

Se já tiver pedalado bastante ou utilizado os pneus em condições adversas, é fundamental fazer a calibragem. Basta adicionar ar para ampliar a pressão, dentro dos limites do fabricante. Conhecer esse número permite não estourar a câmara.

Mas se o pneu estiver desgastado e até furado ou rasgado, o jeito é trocá-lo por um novo. Dessa forma, é possível ter um desempenho bem melhor!

3. A verificação dos freios de disco garante a segurança

Imagine pedalar e, ao entrar em uma curva, precisar dos freios. Só que na hora em que aciona o sistema de frenagem, percebe que a bike não vai parar. Complicado, não é mesmo?

Muitas vezes, isso acontece pela falta de manutenção nos freios. Com o uso, eles se desgastam e devem ser trocados. Então, uma dica é analisar as pastilhas e os discos de freio. Se estiverem arranhados ou desgastados, é o momento de fazer a substituição — o que pode ser realizado em um local especializado.

4. A troca de peças pode garantir mais conforto

Certos itens precisam de atuação profissional, mas outros são bem fáceis de instalar. Por isso, as manutenções para fazer na bike incluem mudar alguns produtos para melhorar a experiência.

Às vezes, vale a pena trocar o selim por um mais aerodinâmico ou confortável. Em outros casos, a substituição do pedal ajuda a garantir uma experiência agradável. Como, normalmente, só é necessário mexer em alguns parafusos, a troca em casa pode ser uma possibilidade.

Conhecer as manutenções para fazer na bike é essencial para conseguir bons resultados. Assim, você poderá cuidar de cada item da melhor forma e obter um ótimo desempenho.

Quer outras dicas sobre o mundo do pedal? Acompanhe nossas publicações no Facebook e fique atualizado!

10 eventos de ciclismo que todo ciclista deve participar

10 eventos de ciclismo que todo ciclista deve participar

O ciclismo é um esporte bastante praticado no Brasil. O ciclista pode também participar de competições, adotando a prática como um exercício bom para a saúde ou uma forma de entretenimento através dos eventos de ciclismo.

De qualquer modo, existem provas muito famosas que são interessantes para o esportista participar. Existem realmente muitas opções, mas neste post mostraremos apenas algumas. Confira, então, 10 eventos de ciclismo importantes para quem gosta do esporte!

1. O Tour do Rio e Desafio do Tour do Rio

O Desafio do Tour do Rio é uma competição preparatória para o Tour do Rio, que é uma das principais competições de ciclismo da América Latina.

No Desafio, estão presentes esportistas profissionais e amadores. Já no Tour do Rio, somente atletas profissionais participam, percorrendo uma jornada de mais de 800 quilômetros.

2. A Copa Internacional de Mountain Bike

Trata-se de um evento mais recente no país. Divide-se em etapas e oferece prêmios financeiros. A Copa Internacional de Mountain Bike pode oferecer valores que superam os mil e quinhentos reais.

3. O Suba 100 Milhas

O Suba 100 Milhas é realizado na Bahia e reúne esportistas de ambos os sexos e de diferentes idades, divididas em categorias. Existem muitos desafios no percurso, inclusive formações rochosas.

4. A Prova 9 de Julho

É um dos eventos de ciclismo mais famosos de São Paulo. O período de duração é de um dia, sendo aberto para todos os ciclistas, desde que tenham, no mínimo, 19 anos de idade. O percurso envolve distâncias que podem ir de 28 a 96 quilômetros.

5. A Costa da Serra Mountain Bike

É uma competição que é feita em trilhas ao longo da cidade de Costa da Serra, no estado de Santa Catarina.

O panorama descortinado é realmente maravilhoso, pois é cheio de serras verdejantes. Como as temperaturas tendem a ser agradáveis, a competição não gera muito estresse, nem esgotamento físico.

6. O Brasil Ride

“Ride” significa “passeio” em inglês. O evento acontece em uma altitude de 13 mil metros. Ao todo, são 600 quilômetros de percurso, sendo que o ciclista deve percorrer entre 80 e 100 quilômetros a cada dia.

É um evento com boa estrutura e organização, com lanches saudáveis e água para os participantes. É bom ficar atento às datas de inscrição, pois só podem participar até 500 ciclistas por edição.

7. O Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Estrada

É um dos eventos de ciclismo mais importantes do Brasil. A competição se divide em grupos de elite e de sub-23. O campeonato é composto de duas provas:

  • Contrarrelógio, uma disputa em formato individual;
  • Provas de resistência, que envolvem mais de 100 quilômetros de trajeto.

8. A Volta Ciclística Internacional do Estado de São Paulo

Este é um evento muito antigo, com mais de 10 anos de existência, que atrai esportistas de diferentes lugares. Há, ao todo, 8 ou 10 etapas, em um total de mil quilômetros de trajeto.

9. A Taça Brasil de Cross Country

Trata-se de um evento que se divide em diferentes etapas durante o decorrer do ano. Ao contrário de outras competições ciclísticas, a Taça Brasil de Cross Country premia com dinheiro os participantes que ocupam o primeiro lugar.

10. A Maratona Internacional de Estrada Real

Realizada no estado de Minas Gerais, essa competição tem foco no Mountain Bike, sendo efetivamente um grande desafio.

Apesar de ser brasileira, os participantes são tanto do país como do exterior. É ideal para os ciclistas que procuram muita aventura e emoções fortes.

E então, ficou com vontade de participar de algum dos 10 eventos de ciclismo que citamos? Participando deles você poderá diversificar suas experiências e travar novos conhecimentos.

Se você gostou do texto e adora ciclismo, curta a página da Califórnia Bike no Facebook e acompanhe as demais publicações!

7 motivos para ir trabalhar de bicicleta

7 motivos para ir trabalhar de bicicleta

Você já pensou em ir trabalhar de bicicleta? Aqui no Brasil, essa ideia ainda não é tão popular como merece, mas já é uma realidade para muita gente em outros países. Na Dinamarca, por exemplo, 41% das pessoas vão trabalhar montados em suas bikes. A consequência disso é uma nação mais feliz, mais produtiva e com menos problemas de saúde.

Se você ainda não se convenceu a ir de bicicleta ao trabalho, confira a seguir os 7 motivos que separamos e que farão você mudar de ideia!

1. Ir trabalhar de bicicleta faz bem para sua saúde

Comecemos pelo principal: ir para o trabalho de bicicleta é bom para a sua saúde. Um estudo feito na Inglaterra mostrou que quem pedala para o trabalho tem um risco de desenvolver uma doença cardíaca 46% menor do que quem vai de carro ou transporte público.

Andar de bike ainda melhora a sua resistência muscular e aumenta a sensação de bem-estar.

2. Pedalar até o trabalho é mais econômico

Você já fez as contas de quanto gasta para ir trabalhar de carro? Se você dirigir por 3 quilômetros para chegar ao emprego e mais 3 para voltar, terá conduzido aproximadamente 132 quilômetros no fim do mês.

Com um veículo que faça 10 quilômetros por litro de gasolina, terá abastecido o carro com 13,2 litros. Considerando um preço médio do combustível de R$ 4,42 por litro, são R$ 58,34 gastos só nisso, sem falar em estacionamento, manutenção e outros custos.

3. Seguir de bike ao trabalho alivia o stress

O trânsito é um lugar estressante. Tem engarrafamento, dificuldade para encontrar lugar para estacionar, motoristas irritados. Ir trabalhar de bike oferece uma fuga de tudo isso. Com a bicicleta, você pode ver a paisagem da cidade e se mover sem tanta pressão ou stress nas costas.

4. Pedalar aumenta a sua produtividade

O seu cérebro também pode se beneficiar de uma pedalada para o trabalho. Segundo algumas pesquisas, o exercício diário melhora a sua atividade cerebral, o que contribui para aumentar sua produtividade no dia a dia.

5. Usar a bicicleta contribui com o meio ambiente

Em média, um carro emite cerca de 170 gramas de CO2 por quilômetro rodado. No nosso exemplo anterior, seriam 22,44 quilos de CO2 na atmosfera por mês. Muito, não é? Com a bicicleta, a sua emissão é nula. Ou seja: você contribui ao não poluir o meio ambiente.

6. Ir de bicicleta ao trabalho é mais conveniente

Quem gosta de ficar 10, 15 minutos por dia procurando um lugar para estacionar? Ou pior: ter que dar uma volta enorme por que certas ruas são de sentido único? O cenário é péssimo, não é? Por isso que vale a pena ir trabalhar de bicicleta: é mais conveniente e você não perde tanto tempo com voltas desnecessárias.

7. Praticar exercícios físicos ajuda a emagrecer

Se você sente que está com alguns quilos a mais e gostaria de emagrecer, ir trabalhar de bicicleta é uma boa maneira de unir o útil ao agradável. Afinal, além das outras vantagens listadas, você ainda aumenta o seu deficit calórico, que ajuda a emagrecer.

Como os nossos 7 motivos mostraram, ir trabalhar de bicicleta é muito vantajoso para você, seu corpo e sua saúde. Portanto, se você ainda estava em dúvidas, agora não está mais, certo? Comece hoje mesmo!

Está procurando a bicicleta ideal para ir trabalhar? Não deixe de conferir os incríveis modelos da Califórnia Bike!

Bicicletas para iniciantes: 5 dicas para escolher a sua

Bicicletas para iniciantes: 5 dicas para escolher a sua

Quem quer, começar a pedalar por aí precisa escolher uma dentre as muitas opções de bicicletas para iniciantes disponíveis no mercado atualmente. Mas isso pode não ser muito fácil, não é mesmo?

São diversas alternativas, modelos diferentes, tamanhos de quadros variados, pneus específicos e outros fatores. Então, como fazer uma escolha consciente sendo um iniciante?

É isso que nossas 5 dicas vão explicar no artigo de hoje. Portanto, siga a leitura!

1. Entenda para que você gostaria de ter uma bike

Existem dezenas de modelos de bicicletas para iniciantes. Cada um mais voltado para um cenário, estilo de ciclista ou momento específicos. Isso pode fazer com que as opções sejam muitíssimas, e você entra no paradoxo da escolha: existem tantas alternativas que não dá para escolher.

A melhor maneira de lidar com isso é começar a diminuir o leque de opções. Para isso, defina qual será o uso que dará para a bicicleta. Você quer uma bike para ir trabalhar e voltar para casa? Ou um equipamento para se aventurar nas montanhas? Talvez uma bicicleta para passeios leves no parque?

Ao determinar com clareza o uso da sua bicicleta, vai poder excluir das opções aquelas que são dedicadas a outros cenários e, ficará mais fácil de escolher a sua.

2. Pesquise muitos modelos de bicicletas para iniciantes

Depois que souber o tipo de bicicletas para iniciantes que pretende usar, é hora de pesquisar entre as diferentes opções disponíveis para você.

Não fique preso às marcas mais famosas do mercado. Vá mais a fundo, busque na Internet por opções e converse com amigos ciclistas para entender quais empresas e modelos eles recomendam para o seu perfil e gosto pessoal.

3. Lembre-se de que o barato pode sair caro

Um dos principais erros cometidos ao escolher uma bicicleta para iniciantes é pensar que é melhor economizar e investir pouco dinheiro na sua primeira bike. O pensamento até tem alguma lógica. Afinal, se é a sua primeira bicicleta, vale a pena pagar pouco para se acostumar e depois comprar uma melhor, não é mesmo?

Todavia, a experiência diz que as coisas não funcionam bem assim. Uma bicicleta de má qualidade, com o selim desconfortável, sistema de freio duro e mais pesada do que o necessário, pode criar uma má experiência para o ciclista iniciante. Por isso é interessante escolher uma bicicleta com um excelente custo-benefício, que permita uma experiência de uso confortável e agradável.

4. Teste as bicicletas para iniciantes, se possível

Antes de fechar a compra da sua bicicleta, tente testá-la em algum lugar, se possível. Caso você consiga ir até à loja física que vende o modelo selecionado, por exemplo, peça para testar um pouco a bike.

Se conhecer alguém que tem o mesmo modelo, melhor ainda! Peça ao amigo para poder dar umas voltas e testar como a bicicleta se comporta com você. Assim, pode sentir como é o sistema de freio, o conforto do selim, o peso do equipamento e outros detalhes importantes.

5. Saiba o que importa e o que não importa numa bike

Um dos erros mais cometidos por iniciantes é se preocupar com algumas coisas que não importam tanto assim em uma bicicleta, especialmente uma para novatos.

Por vezes, os iniciantes cismam com detalhes como o número de marchas, por exemplo. A verdade é que não importa quantas marchas a bicicleta tem, mas sim a precisão na troca.

Já o material das peças importa muito, especialmente pelo peso e durabilidade da bicicleta. Nesses casos, o mínimo recomendado é uma bike com quadro de alumínio, que tem um bom equilíbrio entre peso e resistência.

Seguindo essas dicas, vai ficar mais fácil selecionar o modelo ideal para você, dentre todas as opções de bicicletas para iniciantes. Lembre-se de escolher uma loja de confiança e usar equipamentos de segurança. Assim, você pode começar pedalar com segurança!

Se gostou das nossas sugestões, curta a nossa página no Facebook para acompanhar outras dicas sobre o mundo das bikes que publicamos por lá. E se você está buscando a sua primeira bike, acesse o nosso site e escolha o melhor modelo baseado nas dicas que damos aqui!

Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.