Como a altura do banco de bicicleta influencia sua performance?

Como a altura do banco de bicicleta influencia sua performance?

Para ter um bom desempenho em cima de uma bike, é essencial cuidar de vários detalhes. Você precisa do modelo certo, bem como dos equipamentos de proteção. Até a roupa tem o poder de influenciar os seus resultados, então todo cuidado é necessário. Mas você sabia que a altura do banco de bicicleta também afeta a performance? Pois é verdade!

A maneira como você se posiciona ao sentar tem um grande impacto em todo o desempenho. Se quiser melhorar o seu tempo ou a velocidade, portanto, vale dar atenção para esse aspecto.

A seguir, descubra qual é a influência da altura do banco de bicicleta na performance e saiba como escolher corretamente.

A prevenção de lesões é o principal impacto positivo

Quando o banco — ou selim — está muito baixo, é normal que as pernas fiquem flexionadas. Isso faz com que os joelhos se dobrem de forma desnecessária, o que aumenta as dores na região. Dependendo do nível de esforço, é algo que dá origem a lesões e até rupturas de ligamentos.

Para que isso não aconteça, o selim deve ficar na posição em que apenas os calcanhares tocam os pedais. Como resultado, não ocorrem as dores, o que impede a perda de performance.

A facilidade para pedalar é outro impacto da correta altura do banco de bicicleta

Ao ajeitar corretamente o selim, ainda existe o fator em relação à realização de movimentos. Com as pernas esticadas, fica fácil executar o movimento de rotação. Isso diminui o tempo necessário e, principalmente, evita aquela sensação de pedal pesado ou que “agarra”.

Com a posição certa, ele também não fica alto demais. Então, significa que não existe a necessidade de deslocar o quadril para frente para “alcançar” o apoio para os pés. Portanto, a altura do banco de bicicleta favorece o desempenho.

O aumento da resistência é fruto da falta de desconforto

Com esse posicionamento adequado, dá para ver que você não corre o risco de lesões — nem nos joelhos, nem na coluna e nem no quadril. Também não é preciso exercer mais força que o necessário para realizar o mesmo movimento. Na prática, pedalar passa a exigir menos esforço do seu corpo.

Afastado de qualquer incômodo ou dificuldade, a resistência do organismo se eleva. Graças à altura do banco de bicicleta, dá para ir mais longe ou até aumentar a velocidade. Então, é uma configuração rápida que faz a diferença para os seus resultados gerais.

O ajuste da posição é igualmente importante para a performance

Até aqui, você viu que a mudança na altura do selim impacta o desempenho. Mas, dependendo do seu estilo, também é preciso pensar no posicionamento desse elemento.

Quem tem uma abordagem agressiva, como para competições, deve deixar o banco um tanto mais à frente. Isso projeta o corpo para a roda dianteira e otimiza toda a aerodinâmica. Se o estilo passeio é a sua alternativa ideal, recomendado melhor é deixá-lo um pouco para trás. Ao somar tal questão à altura, você garante o melhor resultado para as pedaladas.

A altura do banco de bicicleta tem grande impacto na performance de qualquer ciclista. Ao deixá-lo no posicionamento correto, é possível evitar lesões e dores, o que gera uma resistência ampliada.

Curtiu ficar por dentro dessas orientações? Compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude seus amigos a arrumarem o selim!

Adicionar um comentário


Cadastre-se na Newsletter
X

Receba nossos conteúdos por e-mail.
Clique aqui para se cadastrar.